sábado, 1 de outubro de 2011

TU

Abraço os cobertores e penso que és tu. Sem que nada indicasse, adormeço e levanto-me logo no paraíso, onde me esperas com os braços abertos.

2 comentários:

  1. é um mistério para mim quando os sonhos continuam a deslizar durante o dia...

    ResponderEliminar